Igreja Cristã Maranata investe em animações gráficas de louvores para... - Rádio Maanaim
Igreja Cristã Maranata investe em animações gráficas de louvores para crianças

Igreja Cristã Maranata investe em animações gráficas de louvores para crianças

Com essa iniciativa, mais um material didático torna-se acessível às classes


O Departamento de Louvor junto ao Setor de Ensino da Igreja Cristã Maranata (ICM) elaborou e pôs em prática um novo projeto relacionado ao louvor das crianças, dos intermediários e adolescentes (CIA’S): vídeos de hinos da coletânea das classes com animação gráfica. Por meio dessa iniciativa, torna-se possível alcançar os pequenos com mais um material didático.

Já está disponível no Canal da ICM no Youtube o primeiro vídeo, com animação do hino “Na areia não quero construir”.  Além disso, o projeto prevê a produção de mais de 40 animações na primeira fase e inserção de acessibilidade na Língua Brasileira de Sinais (Libras).

“Este projeto surgiu da percepção do quanto as crianças, mesmo as menores, têm uma capacidade de aprendizado e desenvolvimento que podem ser adquiridos através de material educativo lúdico. É comum os pequeninos absorverem animações gráficas musicadas. E nós temos louvores adequados para este grupo. A partir daí, foi desenvolvido o projeto de criação de animações gráficas, baseadas na Doutrina da Obra e musicadas com louvores das CIA’S”, explica o pastor da instituição Josias Júnior, que acompanhou o desenvolvimento do trabalho e é gerente da Rádio Maanaim.

A constatação do pastor foi sustentada pela Drª Maria Amin, pediatra com área de atuação na neurologia da infância e adolescência. “A música atrelada ao visual da animação estimula várias áreas do cérebro, inclusive as envolvidas com a emoção e recompensa. Ajuda a criança a ter mais atenção e envolvimento nas tarefas, além de ativar áreas motoras, promovendo uma melhor coordenação”, explica a Drª.

No entanto, a doutora ressalta a importância do equilíbrio. “É importante que os pais tenham cuidado no tempo de exposição. Quanto menor a criança, menor o tempo que ela deve ficar diante de uma tela. Seja de computador, tablet, ou celular. O ideal é que a criança assista um louvor por vez, e não ficar várias horas ou minutos diante da tela porque isso não é saudável para o desenvolvimento da criança", observa a Drª Amin.

Além disso, o Departamento de Louvor e o Setor de Ensino constatam já haverem recebido sugestões deste cunho vindas de pais, que destacavam ser importante ter materiais como estes à disposição. Gradativamente, a proposta foi trabalhada e a iniciativa também foi uma resposta aos responsáveis.

O conteúdo no cotidiano da criança

Gabriela Felício e Josimar Felício, membros da Igreja Cristã Maranata de Jaburuna II, em Vila Velha – ES, possuem uma filha de 1 ano e 5 meses, Helena. Nessa fase, eles têm procurado por um tipo de conteúdo como o que foi laçado para transmitir à filha. “A Helena ama desenhos de formas cantadas. Alguns selecionados fazem parte da nossa rotina. Prende bastante a atenção dela”, afirma a mãe.

Diariamente, os pais se atentam para o tipo de conteúdo que irão fornecer à criança, tendo em vista os seus princípios na educação. “A principal preocupação nossa como mãe e serva do Senhor é instruir desde pequeno os nossos filhos no caminho em que devem andar”, pontua Gabriela Felício, mostrando que este é o princípio que rege todo o dia a dia da família.

Neste sentido, Gabriela constata como acredita ser importante atrelar tal princípio com conteúdos didáticos pertinentes à faixa etária. “Não podemos bloquear os nossos filhos deste mundo, mas podemos e devemos, em casa, prepará-los para enfrentar o mundo crendo que o Senhor dos exércitos está com eles. Isso fazemos por meio da Palavra, mas, para a absorção destas informações em bebês e crianças pequenas, nada melhor que apresenta-los a Palavra de uma forma cantada e lúdica, de maneira que o que ouvem nas aulas e das histórias bíblicas se tornam reais nas ilustrações dos louvores e há uma maior absorção e entendimento do que está sendo ensinado”, destaca a mãe, quando reforça a relevância desse material para o desenvolvimento de sua filha.

O caso desta família não é único. Por isso, o projeto visa abranger todos aqueles que compartilham dessa necessidade com opções doutrinariamente ligadas à ICM. 

Assista ao primeiro vídeo, disponível abaixo.

  • Categorias relacionadas a essa publicação:
  • Notícias.

Publicações Relacionadas

Últimas Publicações